Fokker 70 da Fly Allways retornando à Belém

0 comentários
Ontem (18), o Fokker 70 da Fly Allways realizou mais um voo para Belém. Essa foi a quarta visita da aeronave na capital paraense, que chegou inclusive a entrar nos planos da empresa para voos regulares para o Suriname.
O Fokker, de matrícula PZ-TFB, trouxe 62 brasileiros que estavam esperando repatriação no Suriname. A aeronave pousou em Belém pouco antes das 13h00, decolando de volta para Paramaribo às 14h30 apenas com os membros da tripulação. Confira as fotos:

Air Caraïbes, a única estrangeira a operar regularmente em Macapá. Relembre!

0 comentários

Fundada no ano 2000 no território ultramarino francês de Guadalupe, a Air Caraïbes logo se expandiu na América Central, mais precisamente na região do Caribe, operando com ATR 72, Embraer ERJ-145, Dornier Do-228 e Cessna 208B Grand Caravan nas ilhas e territórios franceses como Caiena, Fort-de-France e Pointe-à-Pitre e cidades dos países vizinhos, como Curaçao, Santa Lúcia e Sint Maarten. 


Boeing 767-300ER vs Airbus A321 na única rota da Latam em Belém

0 comentários
Com a diminuição dos voos que ligam o país a Belém, o Boeing 767 da Latam Airlines tem sido um frequente visitante. Na rota para São Paulo (GRU), única atualmente operada pela companhia, o widebody tem dividido espaço com o Airbus A321.

Enquanto o A321 pode carregar aproximadamente 52metros cúbicos de carga, o Boeing 767 carrega por volta de 107 metros cúbicos. Por isso o quesito carga tem sido fator determinante para usar o 767-300 na rota, ajudando no atendimento à demanda por suprimentos na capital, anteriormente dividida entre cargas vindo por vários voos e cidades diferentes.

No entanto, a quantidade de passageiros transportados pelas duas aeronaves é basicamente a mesma. O Airbus da Latam é configurado para 220 passageiros em classe única, atendendo rotas domésticas e sul-americanas troncais e de alta densidade. Já o 767 carrega 221 passageiros em 2 classes, e atende destinos domésticos com alta demanda de carga, assim como rotas internacionais de longo curso e média densidade se comparado aos voos operados pelo 777-300ER e A350-900.

Já teve a oportunidade de voar nos 767 da Latam? Compartilha com a gente nos comentários e confira nossos Flight Reports voando em classe Econômica e Executiva



A história do DC-3 (ou C-47?) da FAB na Base Aérea de Belém

1 comentários
Quando criança, o autor deste texto, que residia em Icoaraci, na grande Belém, tem vagas lembranças das idas ao centro de Belém pela Rodovia Arthur Bernardes, que passava praticamente dentro da Base Aérea de Belém, na altura da cabeceira 06 do Aeroporto Internacional de Val de Cans. 

O que chamava a atenção, além é claro dos pousos e decolagens que ocorriam durante as passagens de poucos segundos pelo trecho, era um "avião antigo" parado sempre no mesmo local, parecendo esquecido em um pequeno elevado em um canto do sítio aeroportuário. Aquele avião parecia os que víamos nos desenhos animados. Me perguntava "o que ele faz ali?", "será que ainda voa?".

Pois bem, passados alguns anos, a relação com a aviação se estreitou e nos Portões Abertos e Spotters Days da vida enfim pude ver de perto tal avião. Era o Douglas DC-3 do Esquadrão Tracajá, da Força Aérea Brasileira. 

Airbus A321neo pela primeira vez em Macapá

1 comentários
Conforme informamos antecipadamente, na última segunda (04), pousou pela primeira vez em Macapá um Airbus A321neo, a variante remotorizada do A321ceo. Operada pela Azul, a aeronave, de matrícula PR-YJA, pousou na capital amapaense por volta das 13h30 e decolou pouco depois das 15h. O YJA cumpriu os voos AD4186 e AD4187 entre Viracopos, Belém e Macapá. 

No site da companhia ainda são vendidos bilhetes no A321neo até o final de maio, no entanto, apesar da programação, não se sabe se de fato todos os voos no período serão operados pela aeronave. Nesta quarta (06), os voos 4186/87 foram operados pelo A320neo. 

Além do A321neo, simultaneamente esteve em solo um Hercules C-130M da Força Aérea Brasileira, com transporte de suprimentos para o combate ao coronavírus no estado.

Confira os registros:


Belém recebe o Boeing 787 Dreamliner

0 comentários
Na manhã de hoje (04), Belém recebeu a sua terceira operação com um Boeing 787 Dreamliner. Conforme informado aqui na última semana, a aeronave da Ethiopian teve a nobre função de trazer cerca de 140 respiradores da China para auxiliar no tratamento dos paraenses contra a COVID-19, que já afetou bastante a saúde pública do Estado.
A aeronave, de matrícula ET-ASH, pousou em Belém às 04h50 da manhã de hoje, procedente de Lomé, capital do Togo. Antes de tocar solo paraense, o voo precisou realizar duas escalas para reabastecimento e troca de tripulação, uma em Adis Abeba e outra em Lomé, no longo caminho entre Shangai e Belém. No total, foram cerca de 23 horas de voo, desconsiderando o tempo de parada nos aeroportos mencionados acima, para que o material finalmente chegasse em Belém.
Quatro horas após o pouso, a aeronave acionou os motores e decolou rumo à Adis Abeba novamente, onde se localiza a principal sede da Ethiopian Airlines, onde deve pousar apenas 20h da noite de hoje (Horário de Belém). Confira as fotos da passagem da aeronave em nosso aeroporto:

Azul operará A321neo no regresso dos voos à Macapá

0 comentários
Operando até domingo (03) entre Belém e Macapá com seu braço regional, TwoFlex, com os Cessna C208B Grand Caravan, a Azul enfim regressará à ponte aérea BEL-MCP com aeronaves próprias, e com novidades! A partir desta segunda (04), visando a demanda reprimida pelo mercado desabastecido de voos durante a pandemia do coronavírus, bem como os passageiros realocados, a companhia utilizará o Airbus A321neo na rota. 


Em Belém, a aeronave já opera regularmente voos para o Aeroporto Viracopos, em Campinas. Já em Macapá, a novidade é em dose dupla, pois será a primeira operação regular com um Airbus A321 e a primeira vez da variação "neo" na cidade. Em outras oportunidades, Macapá já recebeu o A321ceo, modelo antigo, da TAM, em voos alternados de Belém em 2017 e duas vezes em 2018.

O Airbus A321neo da Azul é a maior aeronave da companhia a operar voos domésticos e tem capacidade para 214 passageiros (40 a mais que o A320neo) e tem configuração interna similar ao irmão menor, na disposição 3x3 e com sistema de entretenimento que dispõe de TV ao vivo à bordo, conexão à internet e tomadas USB. Atualmente a Azul tem duas aeronaves do modelo em sua frota, o PR-YJA e o PR-YJB. 

A princípio, neste regresso à Macapá, os voos AD4186 e AD4187 tem início em Viracopos e operarão quatro vezes por semana, às segundas, quartas, sextas e domingos até 31 de maio. Confira os horários da ponte aérea Belém-Macapá:

SEG/QUA/SEX/DOM

AD4186 BEL 12h45 134h45 MCP - A321neo
AD4187 MCP 15h00 16h00 BEL - A321neo 


Os bilhetes já estão sendo vendidos no site da companhia: