Azul inaugura voo inédito de Macapá para Recife

0 comentários
Conforme informado em agosto no UZ7, a Azul iniciou neste sábado, 12 de outubro, as ligações semanais entre Recife e Macapá. Operado pelo Embraer 195, com capacidade para 118 passageiros, o voos entre as capitais amapaense e pernambucana é inédito, possibilitando ao público amapaense uma viagem mais rápida à Pernambuco, bem como ligações com outras importantes cidades do Nordeste.

                                   

Decolado de Recife por volta das 14h, o E195 de matrícula PR-AUC foi o escalado para o voo inaugural o AD2868, tocando o solo em Macapá pouco antes das 17h, se tornando o voo comercial mais longo a operar em Macapá, com quase 3 horas de duração. No sentido inverso, o AD2869 decolou com seus 98 passageiros pontualmente às 17h35 no rumo Leste, em direção à capital pernambucana.
No balcão de check in da companhia no Aeroporto Internacional de Macapá, uma bandeira de Pernambuco indicava o início da rota inédita, para entusiasmo de passageiros e funcionários. 
Confira os registros:

Rockwell Sabreliner 65 em Belém

0 comentários
Um North American Sabreliner, (rebatizado como Rockwell Sabreliner 65) pousou no Aeroporto Internacional de Val de Cans, em Belém, na última semana. A aeronave, considerando todas as suas variantes, é um dos primeiros jatos executivos produzidos na história, tendo realizado o primeiro voo em 1958, há mais de 60 anos!
Utilizado como avião executivo civil e também em várias forças aéreas mundo afora, o Sabreliner 65 tem capacidade para 5 a 7 passageiros, podendo voar a até 39 mil pés, numa velocidade de 885 km/h e percorrendo até 4 mil quilômetros de distância.
A aeronave que pousou em Belém, o N651MK, é relativamente nova se comparada aos seus precursores, sendo fabricado em 1981, passou por diversos operadores antes de compor atualmente a frota da empresa americana My Jet Inc.
O jato, procedente do Fort Lauderdale Executive Airport, fez escalas em San Juan (Porto Rico) e Belém antes de pousar no seu destino final, o Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. 
Confira os registros, por Diego Gomes:





Modern Logistics pela primeira vez em Macapá

0 comentários
Na madrugada desta terça pousou pela primeira vez em Macapá uma aeronave da companhia cargueira brasileira Modern Logistics. O avião, um Boeing 737-400F, de matrícula PP-YBA, cumpria voo de Brasília para Manaus, no entanto, o Aeroporto Eduardo Gomes, na capital manauara, estava fechado devido às más condições climáticas, assim como Santarém, primeira possibilidade de alternativa, restando à tripulação alternar para Macapá, onde pousou por volta das 4h da madrugada.


A saga do PP-YBA não parou por aí. Após o reabastecimento, a aeronave decolou rumo à Manaus para completar o voo, porém mais uma vez encontrou o SBEG fechado, retornado novamente à Macapá, onde pousou pouco antes das 7h da manhã.

Com a jornada de trabalho da tripulação prestes a ser excedida, a aeronave teve que passar o dia em Macapá, de onde somente decolou à meia noite de quarta feira, novamente para Manaus. Segundo informações não oficiais, a carga à bordo era de pintos.

A Modern Logistics, com sede em Campinas-SP, foi fundada em 2016 por executivos que fundaram a Azul Linhas Aéreas e recebeu a permissão para efetuar voos comerciais em Junho de 2017. Atualmente opera voos cargueiros regulares para destinos como Brasília, Recife, Fortaleza e Manaus e tem composta por 4 aeronaves Boeing 737, sendo dois da versão 300 (PP-YBC e PP-YBD) e dois da versão 400 (PP-YBA e PP-YBB).

Flight Report: Voando para Miami na Classe Executiva da Latam

0 comentários
Alguns meses atrás, em uma consulta despretenciosa na internet, vi que iriam acontecer dois shows que eu gostaria assistir, em datas próximas e na mesma cidade. Negociei no trabalho uma semana de folga, e o próximo destino já estava traçado: Las Vegas!



Logo comecei a busca de passagens, priorizando Azul e LATAM por oferecerem voos diretos de Belém para a Flórida, o que me permitiria ganhar um pouco de tempo, já que não tinha tanta margem pra "queimar". Ambas estavam com preço similar para as mesmas datas, mas o voo da Azul implicaria em um pernoite obrigatório em Fort Lauderdale na ida, já que chega na Flórida aproximadamente 20h30 e restam poucas opções de conexão para o mesmo dia. Em contrapartida, o voo da LATAM pousaria em Miami pouco depois das 10h da manhã, me dando o resto do dia inteiro para arrumar alguma conexão para Vegas. No voo da volta, as duas mais uma vez se assemelham, saindo da Flórida à noite e chegando em Belém durante a madrugada, não faria tanta diferença assim. Itinerário fechado, ida e volta no voo direto da Latam, uma semana aproveitando o melhor do deserto americano.

Aproveitando que o voo seria realizado pelo Boeing 767-300ER, resolvi emitir ida e volta na classe executiva e já chegar descansado na terra do Tio Sam, já que o voo decolaria de madrugada e eu não dormiria muito antes do voo. Como voaria em classe diferente nos trechos domésticos, tive que emitir os bilhetes em compras distintas. Com a Latam emiti o BEL-MIA-BEL, e com a American o MIA-DFW-LAS-LAX-MIA. A parada em Dallas na ida foi estratégica, pousaria um pouco depois do voo direto para Vegas, mas em compensação voaria no 777-300ER, que ainda não tinha sido riscado da minha lista de aeronaves a serem voadas antes de morrer. Passagens e ingressos comprados, só restava esperar o dia da viagem.

Cerca de uma semana antes do meu embarque, o furacão Dorian começou a ganhar força e seguiu rumo à Flórida e Bahamas, o que antes era uma tempestade subiu rapidamente para um furacão de categoria 5. Recebi um email da American alertando sobre possíveis atrasos e cancelamentos, além de oferecer remarcação de passagem sem custo. Fiquei bastante preocupado, uma vez que as previsões iniciais eram de que o furacão entraria na Flórida por Miami, justamente na véspera do voo. Caso isso ocorresse, provavelmente meu voo seria cancelado e o restante da viagem comprometido.

CASA CN-235 da Força Aérea Francesa em Macapá

0 comentários
Esteve no Aeroporto Internacional de Macapá na tarde desta quinta (05) um CASA CN-235, da Força Aérea Francesa. A aeronave, procedente de Caiena, pousou às 15h15 e decolou de volta ao território francês às 18h.
A visita do "COTAM", como são designadas as aeronaves da Força Aérea da França, ocorre anualmente às vésperas do feriado nacional de 7 de setembro, para o transporte de militares franceses que desfilam em Macapá nas comemorações da independência do Brasil.
Confira os registros:


Movimentação militar em Macapá

0 comentários
A semana começou movimentada no Aeroporto Internacional de Macapá em relação  à aeronaves militares. Por conta da inauguração da Agência da Capitania dos Portos no Oiapoque, pousaram no SBMQ dois helicópteros Helibrás UH-12 Esquilo da Marinha e um Embraer 120 e um Embraer 135, da Força Aérea Brasileira, foram registrados. Confira as fotos, por Henrique Barbosa:

PR-AJE: O A320ceo da Azul em Macapá

0 comentários
Pousou neste sábado (31) no Aeroporto Internacional de Macpaá, pela primeira vez durante o dia, o A320ceo de matrícula PR-AJE (CN 6050), da Azul Linhas Aéreas. 
A aeronave, batizada como "Céu, Sol, Sul, Sou AZUL", é mais um ex-Avianca (PR-ONW), é a segunda da série CEO (Current Engine Options) a operar pela Azul. Anteriormente, o PR-AJB operou na companhia por alguns meses.
O voo para Macapá, cumprindo a etapa entre BEL e MCP dos voos AD4186 e 4187, foi o segundo da aeronave para a capital amapaense. Na semana passada, a aeronave cumpriu o voo noturno da companhia para a cidade. 
Diferentemente dos A320neo da Azul, o AJB não ostenta a pintura completa da companhia, tendo uma espécie de pintura "albina", sem a tradicional barriga azul. Confira os registros de ontem:



Azul voará entre Macapá e Recife sem escalas.

0 comentários
A Azul Linhas Aéreas solicitou junto à ANAC a abertura de uma frequência semanal entre Macapá e Recife, em Pernambuco. O voo será operado aos sábados a partir de 12 de outubro, inicialmente com o Embraer 195, com capacidade para 118 passageiros.

Embraer 195

Bombardier Learjet 45 em Macapá

0 comentários
Pousou no Aeroporto Internacional de Macapá na manhã desta terça um Bombardier Learjet 45, de matrícula PR-UND. A aeronave, com uma vistosa pintura prateada, pousou por volta das 9h da manhã e partiu às 11h para Imperatriz-MA. Confira os registros:



Boeing 737-400F da Connect Linhas Aéreas pela primeira vez em Belém

0 comentários
Pousou no Aeroporto Internacional de Val de Cans em Belém na última quinta feira o Boeing 737-400F, de matrícula PR-CNC, da Connect Linhas Aéreas. A aeronave, procedente do Galeão, pernoitou na capital paraense e na manhã seguinte partiu para Manaus.
A operação foi a primeira da companhia em Belém. Fundada em 2019, com sede em Recife, a Connect é a nova cargueira do mercado brasileiro.
Confira os registros, por César Cardoso:




Embraer 175 da United Express em Belém

0 comentários
Na última segunda (19) fez escala técnica em Belém, em voo de delivery, procedente de São José dos Campos com destino  aos Estados Unidos, um Embraer 175 da companhia americana United Express. A aeronave, de matrícula N613UX, pousou pouco antes das 18h e decolou pouco depois. Confira os registros, por Diego Gomes e César Cardoso.

Boeing P-8A Poseidon em Belém

0 comentários
     Hoje (20), foi dia de receber um ilustre visitante mais uma vez em nosso aeroporto. Pela terceira vez, Belém recebeu um Boeing P-8A Poseidon da US NAVY (Marinha americana). As duas primeira escalas foram em 2015, à ocasião da Unitas, que aconteceu no Rio de Janeiro naquele ano. Ao contrário de 2015, quando tivemos também a visita dos Ospreys e Hércules, nesse ano apenas essa aeronave realizou escala em Belém. Pela mesma razão hoje o Poseidon pouso em Val de Cans, decolando às 17h50 para o Aeroporto do Galeão, na capital fluminense. Confira as fotos: