Flight Report: Voo SETE 6427 MCP-BEL (Parte 1)



Começando o flight report com uma foto saindo de casa em Macapá, as 07h00 da manhã do dia 01/10, rumo ao Aeroporto Internacional de Macapá para embarcar no voo inaugural da SETE Linhas Aéreas na cidade. O voo seria um bate-volta para Belém, onde chegaria pela manhã e regressaria pela tarde. O processo de compra da passagem não foi tão simples assim, pois na hora da compra, o banner da promoção dizia uma coisa, e o sistema de compras fazia outra, deixando o valor da passagem incoerente. Entrei em contato com a companhia, fui muito bem atendido, meu problema foi resolvido e o erro no site da SETE foi corrigido. Só teria que efetuar o pagamento no próprio aeroporto, antes de embarcar. Então vamos lá! 


Pouco mais de 15 minutos após sair de casa, já estava no aeroporto de Macapá. Como de costume, nesta época do ano a cidade recebe ornamentações referentes a festa do Círio de Nazaré, que assim com o de Belém, acontece no segundo domingo de outubro, porém, em proporções menores que as da capital paraense, é claro.

Visão geral da ornamentação do círio, logo ao lado da entrada principal do tps do Aeroporto Internacional de Macapá.

Pois bem, tratei de procurar logo a loja da Sete pra efetuar o pagamento da passagem. Antes mesmo de entrar na loja, expliquei a situação a gentil atendente que estava do lado de fora, e imediatamente ela me levou até o balcão de check-in, pois lá mesmo que eu pagaria o valor da passagem. Detalhe para a loja da companhia, que havia sido inaugurada no mesmo dia e ainda estava um pouco improvisada, mas que aos poucos vai recendo melhorias.


Chegando na área de check-in (o detalhe é que é fechada, somente passageiros podem adentrar), fui logo atendido por outro atendente, que ainda era auxiliado pela moça que me atendeu na loja, visto que fui informado que era o primeiro passageiro a fazer o check-in da SETE em Macapá. Em cerca de 5 minutos já estava com o comprovante de pagamento em mãos e com o cartão de embarque sendo emitido. Não havendo bagagem para despachar, o processo foi mais veloz ainda.  
Informações no check-in.
Cartão de embarque do voo SETE 6427. Uma coisa que não via há muito tempo no Brasil: Assentos livres.
 
Nas informações de voo, já aparece a SETE no meio de Tam e Gol. O voo 6422 vindo de Belém e Monte Dourado estava previsto pra chegar em Macapá as 08h05 e o voo 6426 (O meu voo) vindo de Belém estava previsto para as 17h55.
E na tela de saídas, o estimado pro SETE 6427 era para as 08h33, ou seja, no horário. O voo 6423, que faria o percurso inverso ao da manhã, estava previsto pra decolar de Macapá as 18h25, rumo a Monte Dourado e Belém.
Enquanto aguardava o horário do voo, subi ao terraço, um dos poucos ainda sem vidro no Brasil. De lá acompanhando a escuta aérea, ouço e observo o SETE 6422 na final da pista 08, procedente de Monte Dourado.
Solo as 08h00, cinco minutos antes do previsto. Agora sim, oficialmente a SETE já operava em Macapá. Bem vinda!
Aproveitando a bela luz natural das manhãs no aeroporto, fiz alguns registros do Embraer-120 Brasília, PR-STI, fabricado em 1992. 
Livrando via taxiway B, pois a A está interditada desde o ano passado.
Posição Tango 3 pro SETE.
 
Desembarque dos passageiros procedentes de Monte Dourado. Contei oito passageiros. Achei um número ótimo pra um voo inaugural de uma empresa nova por essas bandas, num destino que não era operado havia bastante tempo. Antes da SETE, a última empresa a fazer a linha Monte Dourado-Macapá havia sido a META, até o primeiro semestre de 2011.

Ao ver que a hora do embarque se aproximava, rumei pra sala de embarque. Na foto pode-se ver alguns dos passageiros que embarcariam pra Belém. Além de mim, haviam mais nove. Detalhe que ao passar pelo raio-x, me pediram pra abrir a mochila, pois como é a que eu uso na faculdade, haviam umas canetas em forma de ferramenta, o que causou a estranheza dos agentes da Infraero, o que não era pra menos, hehe.
Extamente as 08h23 começou o primeiro embarque pra voos da SETE em Macapá. E lá vamos nós para o Brasília. Mas antes, paradinha para foto, afinal, este momento teria que ser registrado. 
O embarque nos Embraer-120 é feito somente pela porta da frente.
No detalhe o motor da ave.
 A bordo do Brasilia, na sua configuração 1-2. Escolhi a poltrona da janela, na fileira 7, uma a frente da saída de emergência. A o bordo do Brasília, estávamos os 10 embarcados em Macapá, mais 6 passageiros provenientes de Monte Dourado que seguiriam para Belém, além da tripulação, que me perdoem, esqueci os nomes e não anotei. Pois bem, portas fechadas, instruções de segurança dadas, seguimos táxi para a cabeceira 08, de onde decolamos pontualmente as 08h33. 

A decolagem podemos ver no vídeo:

Decolados de Macapá, curva a direita na proa de Belém.
A bela Macapá. Na foto é possível observar a área da orla da cidade e a Fortaleza de São José, eleita uma das 7 maravilhas do Brasil.
Sobrevoando os rios e florestas da Ilha do Marajó.
 Aproveitando que a comissária foi até a cabine, tentei uma foto de lá de dentro:
Eis que é servida a merenda, uma das melhores partes do voo. Suco de maracujá em caixinha e cesta personalizada da SETE.







Foram servidos amendoim, uma barra de chocolate Nestlé, uma barra de cereal Hershey's, além de um bombom de caramelo. Eu, chocólotra assumido, adorei.




 



A bordo do avião, haviam revistas ''Charme''. Acho que é de Goiânia. Uma curiosidade é que a revista muda de lado. Uma capa é pra cima, e a outra é pra baixo. Na metade da revista, você tem que virá-la de ponta cabeça pra seguir lendo, hehe.

Safety Card da SETE, com as instruções do Brasília.







  
  
 
    
 
Que me desculpe a SETE, mas este não podia faltar na coleção. Perdão mesmo!
Estabilizados no nível de voo 170.
 
Algumas pequenas marcas do tempo no PR-STI, mas nada que incomodasse. Pelo contrário, o avião estava muito bem cuidado.




 
 
Mesinha fechada, que vamos iniciar descida para BEL.










Reduzindo a potência dos lindos motores do Brasília para a descida.
Atravessando a baía do Guajará, e avistando a linda Belém.
Não sei se foi propositalmente ou não, mas a pista 06 de SBBE na qual pousamos não poderia estar em posição melhor. Olha a visão de Belém que os passageiros que chegam de avião tem.

O pouso vocês podem ver no vídeo:


Após o pouso, táxi e parada total da aeronave, é hora do desembarque. Fui o último a sair, justamente para fazer algumas fotos da cabine de passageiros.

 



Detalhe das poltronas azuis do PR-STI.
Um belo avião, além de bonito, é super confortável e bem cuidado.
O desembarque foi numa posição remota, um pouco longe do TPS. Teríamos que fazer o percurso até o saguão na van da infraero. Antes, uma foto, é claro.








 
Já no tps, apenas alguns passageiros recolhiam suas maletas. A tela anunciava o desembarque do primeiro voo da SETE procedente de Macapá. Encerro aqui a primeira parte do Flight Report. Na 2ª parte um breve passeio por Belém e o voo da volta para Macapá. Até a próxima!

3 comentários :

  1. Muito bom, valeu mesmo, vou publicar um resumo no blog...

    Abraços...

    ResponderExcluir
  2. Excelente relato! As fotos ficaram muito bem feitas e o texto bem escrito. Parabéns! Estou curtindo bastante o blog!

    ResponderExcluir
  3. Excelente reportagem. Parabéns! (Fui um dos pilotos da empresa e voei o STI).

    ResponderExcluir