Flight Report: Voo SETE 6426 BEL-MCP (Parte 2)

Olá a todos! Continuando a 2ª parte do flight report, agora faremos um breve passeio na capital paraense e o voo da volta para Macapá.
Ao desembarcar no Aeroporto Val-de-Cães, deixei minha pouca bagagem de mão no guarda-volumes do aeroporto pelo valor de R$ 10,00 por 24h. Eram 9 horas da manhã e o embarque para o voo da volta seria somente após as 16h. Pra passar o tempo, nada melhor que spotting não é? Então, rumo a cabeceira da pista 06 de Belém, que fica a 10 minutos a pé do tps. A vantagem é que é um local perfeito para fotos. A desvantagem é que passam muitos veículos na rodovia, e é necessário muito cuidado na hora de atravessar, para buscar a única sombra disponível naquela área. Há de se ressaltar também as pessoas mal encaradas que passam, e os militares, que de vez enquando aparecem pra implicar. Neste dia apareceram, mas foram amistosos e me permitiram tirar fotos numa boa. Outra dica é ir preparado pra muito calor ou muita chuva. Enquanto eu estava na cabeceira, o PR-STI foi fazer outro voo até Monte Dourado e voltou. Na foto, ele na aproximação da pista 06. Tem muitas outras fotos deste dia, que vocês verão em breve.
 

Eram quase 14h e tive que regressar ao TPS. Meu pai me telefonou de Macapá para ir até uma loja em Belém comprar uns tecidos pra ele. Antes passei no tps para tomar um bom banho no salão de beleza do aeroporto pelo preço de R$ 10,00. Antes fiquei sabendo que que os tecidos passariam de 30 kg, e a franquia de bagagem da SETE é de até 18 kg. Liguei para o call center da empresa pra me informar dos valores do excesso de bagagem. Outra vez fui muito bem atendido e minha dúvida foi sanada. Então, vamos ao centro de Belém!

Do aeroporto segui para o McDonald's próximo a loja de tecidos. Lá me empanturrei com um sanduíche e batatas fritas e fui imediatamente para a loja, andando mesmo, pois fica a um quarteirão. Na foto, a avenida Magalhães Barata, em frente ao Colégio Gentil Bittencourt.
Outra foto da Av. Magalhães Barata, em frente ao Museu Emílio Goeldi, local que marcou minha infância pelos bons passeios nas manhãs de domingo. Mas, já eram 15h30, e o meu voo era as 17h05. Então, hora de voltar ao aeroporto! Tomei o táxi rumo ao aeroporto Val-de-Cães.





Cheguei ao aeroporto as 16h10. Fiz o check-in, e como previsto, paguei o excesso de bagagem, mas sem problemas, pois é regra da companhia. Sem muito tempo a perder, fui logo para a sala de embarque, na esperança de sentar em algum lugar próximo a tomada, pois meu celular estava quase descarregando. Na imagem, a posição de embarque remoto do SBBE. Detalhe: Não havia tomadas. E outra coisa que me chamou bastante atenção... além do voo da SETE para Macapá, havia embarque para um voo da Trip para Altamira. Na sala de embarque, mais ou menos 45 pessoas aguardando os voos. Dessas 45, somente uma única mulher. 





Cartão de embarque para o SETE 6426.
No caminho até a aeronave, estava um pouco enrolado pra tirar fotos, mas consegui fazer o vídeo da decolagem. Partimos de Belém as 17h08.


Após a decolagem, uma foto da revista ''Charme'', com uma propaganda SETE e seu mapa de rotas no centro-norte do Brasil.

Lanche servido: Dessa vez, um copo de água mineral, além de amendoim, uma barra de Hershey's novamente, além de um bombom de framboesa e outro torrone, porém este último dispensei, hehe.

Desta vez lembrei do nome da comissária: Tatiana. Serviço de bordo feito de forma cortez e gentil, além das instruções de segurança dadas ao passageiros próximos a saídas de emergência, com profissionalismo e paciência. O comandante André informou aos passageiros o tempo em Macapá era bom, que estavamos estabilizados no FL180 e que a previsão de pouso em Macapá era para as 18h00. Perdoem novamente, não perguntei o nome do co-piloto.
Desta vez, fiquei na poltrona 9C, uma atrás da saída de emergência.
Estabilizado no FL180.
 Desta vez, fique na poltrona 9C, uma atrás da saída de emergência.
 Migrei para a 10C para poder fazer uma foto com visão geral da cabine de passageiros.
O POB foi de 22, com 19 passageiros e 3 tripulantes. No total, oito desembarcaram em Macapá e o restante seguiu para Monte Dourado.

Iniciando a descida para Macapá.
Atravessando o Rio Amazonas, Macapá a vista!
Agora a orla de Macapá do lado direito. Se não me engano, abaixo estão os bairros Perpétuo Socorro e Cidade Nova.
 
Bloqueando o VOR MCP.
 Girando curva base, e o sol vindo na cara:

 Segue o vídeo do pouso na pista 08 de Macapá: 

Já em solo, detalhe das poltronas do Brasília.

Última fileira do STI:

Desembarque em Macapá. Fui recebido pela simpática funcionária da SETE, que lembrou de mim do voo de ida, pela manhã.
Na esteira para recolhimento de bagagens, aguardando minhas três sacolas de tecido. Bacana é que podemos ver os funcionários colocando as malas na esteira.


STI antes de decolar para Monte Dourado e regressar a BEL.
Encerro este fligh report muito feliz pelos dois voos muito bons no Brasília e pelo excelente tratamento dispensado por todos os funcionários da SETE, desde as pessoas do check-in, passando por comissárias e pilotos, até o rapaz que ia no ônibus junto com os passageiros desejando-os bom voo. Nota 10!  

0 comentários :

Postar um comentário