Airbus SC-105 Amazonas SAR da Força Aérea Brasileira em Macapá

Chegou à Macapá no último domingo o Airbus SC-105 Amazonas SAR da Força Aérea Brasileira em Macapá para auxiliar o trabalho de buscas a um Embraer Minuano, de matrícula PT-RDZ, desaparecido na região do Parque do Tumucumaque, entre o Oeste do Amapá e o Norte do Pará, desde o dia 2 de dezembro.

SC-105 Amazonas SAR
A aeronave, de matrícula FAB6550, decolou ontem pela manhã para realizar buscas à aeronave desaparecida. Ao final da tarde regressou à capital amapaense após cerca de 8 horas interruptas de buscas pela região, num raio de aproximadamente 450 milhas quadradas (cerca de 1000 quilômetros quadrados).

Anteriormente as buscas estavam a cargo de um Lockheed C-130 Hércules e agora prosseguem, sem previsão de encerramento, com o SC-105, que se mostra a aeronave ideal para este tipo de operação.

O SC-105 é um bimotor turbohélice desenvolvido pela CASA - Construcciones Aeronáuticas S.A. e pela Airbus e atualmente é utilizado por diversas forças aéreas ao redor do mundo, em especial para missões de transporte, patrulha e, como o FAB6550, missões SAR (Search and Rescue).

Search and Rescue
Pertencente ao Esquadrão Pelicano, de Campo Grande-MS, o SAR da FAB é equipado com câmeras flier (térmica/infravermelho) e espectral, o SC-105, além de outras câmeras à bordo, o SC-105 tem capacidade de carga de pouco mais de 9 toneladas, podendo levar, dependendo de sua configuração, de 41 à 71 pessoas, inclusive em macas, tento autonomia para até 10 a 11 horas de voo.

Câmera acoplada ao nariz da aeronave
O SC-105 possui quatro janelas-bolha, que facilitam a procura por observadores a bordo, capacitados com treinamentos de varredura visual. Voando a 1.000 pés de altitude, as buscas são feitas a olho nu pelos observadores, aliadas com as modernas tecnologias à bordo. No entanto, as maiores dificuldades em localizar a aeronave desaparecida se deve ao terreno de procura, mata fechada, no coração da floresta amazônica, com árvores de copas extremamente altas. Além disso, até o presente momento não foi recebido nenhum sinal ELT, que seria vital para a localização do Minuano.

Janelas-bolha, que facilitam a observação externa
Apesar das dificuldades as buscas não param, sempre com expectativas positivas quando à localização do avião desaparecido e de seus ocupantes. Tão logo haja contato visual com a Aeronave, sua localização será plotada para posteriormente, o resgate ser feito através de helicópteros. A operação é coordenada pelo Salvaero de Manaus-AM. Confira mais registros:


















0 comentários :

Postar um comentário