Pará será destaque na revista de bordo da TAP

A gastronomia do Pará, uma das mais fortes expressões da cultura paraense, é tema de uma edição especial da “UP Magazine”, revista de bordo da TAP Portugal. O tema está sendo abordado pelo jornalista Miguel Pires e pelo fotógrafo Paulo Barata, com orientações dos chefs paraenses Felipe e Thiago Castanho. Os profissionais da publicação chegaram a Belém no último dia 24 e incluíram no roteiro visitação ao município de Soure, no Marajó, à ilha do Combu, em Belém, e a pontos turísticos de referência na capital, como o Complexo Ver-o-Peso.
A edição especial da “UP Magazine” tem apoio do Programa de Press Trip, da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e do hotel Hilton Belém. A reportagem surge em um momento histórico na relação entre Portugal e o Pará, sobretudo após o recente anúncio de voo direto de Lisboa para Belém, ligando definitivamente a Amazônia à Europa. O assunto foi tema de reunião, nesta terça-feira (29), entre os profissionais de comunicação da revista, os chefs de cozinha e o presidente da Paratur, Marcelo Mendes.
Miguel Pires falou sobre a experiência de conhecer pessoalmente lugares como o Marajó e a feira do Ver-o-Peso, dos quais já tinha referências literárias e de relatos de chefs brasileiros, como Alex Atala e Paulo Martins, além de Thiago e Felipe Castanho, que, segundo ele, “são jovens com um olhar mais contemporâneo da gastronomia”.
“Conhecer o mercado do Ver-o-Peso é extremamente importante, e são essas pessoas que fazem com que outros venham conhecer o lugar”, disse o jornalista, que também demonstrou encantamento com o que apreciou na região turística do Marajó, onde visitou fazenda de produção de queijo de búfala e praias. O repórter também ressaltou a importância do trabalho dos jovens cozinheiros e da imprensa especializada para fortalecer os destinos turísticos.
Thiago Castanho explicou que a escolha dos lugares a serem visitados por Paulo Barata e Miguel Pires teve como objetivo também uma leitura diferente da importância das pessoas envolvidas no segmento. É o caso de personagens como o empresário Leodoro Porto, dono do boteco Meu Garoto, que inventou em 2011 a cachaça de jambu, e dona Nena, que chamou a atenção dos chefs paraenses e dos jornalistas portugueses pelo curioso trabalho artesanal de produzir chocolate.
Nena já acompanha a Paratur em missões de promoção do turismo paraense, como a recente participação do Pará no Festival Gastronômico Rio Bom de Mesa, no Rio de Janeiro. Thiago contou que, desde que conheceu o produto feito por Nena, acreditou nela e passou a divulgar e apoiar a comercialização. “A gente mostra o chocolate da Nena, que é bom e muito forte, 100% cacau, a chefs que o transformam em outros produtos”, explicou.
O chef paraense – que, entre outras premiações conquistadas nos 15 anos em que a família Castanho atua na gastronomia, este ano colocou o Remanso do Bosque na lista dos 50 melhores restaurantes da América Latina segundo a revista britânica “Restaurant” – lembrou que no início da carreira teve um incentivo de bons amigos, como Alberto Dória, que hoje está desenvolvendo projetos em Paragominas, no nordeste do Pará.
Alberto Dória abriu portas para que Thiago Castanho divulgasse seu trabalho em congressos e eventos nacionais e internacionais. O chef ainda ressaltou projetos bem-sucedidos, para os quais busca agora a parceria da Paratur, como o Visitas Gourmet, que traz ao Pará jornalistas especializados e chefs de renome internacional para trocas de experiências com a cultura paraense por meio dos ingredientes da gastronomia local.
O presidente da Paratur destacou a importância de poder contar com a TAP e com a “UP Magazine” na missão de promover e divulgar os produtos turísticos paraenses, segundo as diretrizes do Plano Ver-o-Pará (Plano Estratégico de Turismo do Pará), que visualiza, entre os mercados prioritários, a Europa, especialmente Portugal, onde a Paratur já participa anualmente da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa.
Também foi apresentada aos jornalistas a proposta de promoção e divulgação do Pará dos segmentos cultura, natureza, sol e paia, evento e negócios, em que valores como criatividade, autenticidade, diversidade, originalidade e, principalmente, a sustentabilidade são os diferenciais e estão presentes, por exemplo, no roteiro de comercialização dos produtos turísticos paraenses Pará: Obra-Prima da Amazônia, em oito dias e sete noites, incluindo os principais atrativos de Belém, Marajó e Tapajós.
Os profissionais da “UP Magazine” deixam Belém nesta quarta-feira (30). A expectativa da diretora de jornalismo da publicação portuguesa, Paula Ribeiro, é que a gastronomia do Pará seja destaque nas primeiras edições de 2014 da revista, disponível em todos os voos da TAP, que tem conexões aéreas diretas com cerca de 80 destinos do Brasil e do mundo. Praga, Nova Iorque, Barcelona, Rio de Janeiro, Funchal, Roma, Porto Santo e Amesterdã são alguns desses destinos.
Anunciada no último dia 5 de outubro, pelo vice-presidente da TAP, Luiz Gama Mór, a nova rota internacional da TAP para o Brasil, partindo de Belém para Lisboa, será inaugurada em junho de 2014. São previstas três frequências semanais, às terças e sextas-feiras e domingos. Os voos partirão de Lisboa às 9h30 e chegarão a Manaus às 13h40, seguindo então para Belém, aonde chegarão por volta das 17h40. As viagens de Belém a Lisboa sairão do Aeroporto Internacional de Val-de-Cans às 19h10 e chegarão à capital portuguesa às 6h45 do dia seguinte (horário Local), com cerca de sete horas de duração.
Fonte: Agência Pará
Vale lembrar que essa será a segunda vez que o Pará é mostrado na revista da cia aérea Portuguesa, no mês de Julho/2012, o estado teve 12 páginas dedicadas exclusivamente para mostrar as belezas do estado.

0 comentários :

Postar um comentário